Matteo Perdeu o Emprego

42198183Matteo perdeu o emprego de Gonçalo M. Tavares

Esse livro faz parte do Plano Nacional de Leitura de Portugal, o que eu achei curioso, é pra meninos de 11 anos pra cima. Curioso porque não é um livro fácil. É bem peculiar, diferente. Um pouco incômodo de ler, mas muito interessante, e prende a atenção. Eu não conhecia Gonçalo M. Tavares e fiquei conhecendo por causa da lista dos autores contemporâneos. Não sei se foi uma boa opção começar por esse livro, talvez não seja dos melhores livros desse autor. E não me deu vontade de procurar mais dele pra ler. Provavelmente não vou mais ler nada dele, porque a vida é pouca pra tanto livro e tenho livros na fila pra três vidas ainda.

Do Wook: Livro recomendado para os 10º, 11º e 12º anos de escolaridade, destinado a leitura autônoma.

Matteo responde a um anúncio de emprego. Toca à campainha e uma mulher recebe-o. Mas a mulher apresenta uma particularidade estranha. É a primeira proposta de trabalho de Matteo em muitos meses: aceita-a. Mas Matteo não suporta aquele ofício durante muito tempo. Responde a um novo anúncio. Toca à campainha e um homem abre a porta e recebe-o. De novo, a mesma particularidade estranha.
Várias personagens e episódios sucedem-se como peças de dominó que vão caindo umas sobre as outras. As personagens cruzam-se e cada uma delas é abandonada quando surge a seguinte. São ligações sucessivas – até que se chega a Matteo, o homem que perdeu o emprego.

Matteo perdeu o emprego de Gonçalo M. Tavares

Críticas de imprensa
Ironia e talento, um autor inacreditável.
Courrier Internacional

Um Kafka Português. Irá Gonçalo M. Tavares tornar-se tão exportado como o vinho do Porto ou a saudade?
Le Figaro Magazine

Tavares criou algo atraente, sombriamente belo e inspirado, e totalmente original.
The Independent

Desafio Literário Skoob
O Planalto e a Estepe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *