Meditar é preciso, viver será preciso?

=====

“Uma árvore em flor fica despida no outono. A beleza transforma-se em feiúra, a juventude em velhice e o erro em virtude. Nada fica sempre igual e nada existe realmente. Portanto, as aparências e o vazio existem simultaneamente.”

.

Dalai Lama

=====

Eu não estava gostando muito de mim nos últimos tempo. Parecia que eu estava me deixando levar por uma parte de mim que eu não gosto, não curto e com a qual eu não me sinto bem. Senti isso por muitos meses. Eu pensava isso, sabia quela era o ponto, mas continuava agir assim, continuava a deixar essa parte aparecer.

.

Há pouco tempo, por outros motivos, voltei a meditar mais continuamente. E posso constatar mais uma de mil coisas que são maravilhosas na meditação. A meditação me reconecta com a parte mim com a qual eu me sinto mais à vontade, a parte de mim que eu acho melhor. Eu tenho menos conflitos internos quando eu medito. Voltei a meditar e já estou bem mais leve.

.

Eu sou fã incondicional da meditação, e quase sou mais conhecida por aí como alokadameditação. Eu fiz um curso há muitos anos de Meditação Transcendental, e é essa que eu faço mais amiúde. Mas às vezes faço outras também, principalmente quando as crianças estão dormindo por perto, porque a MT não se pode fazer nem perto de doentes nem perto de crianças… E a Oração Centrante, por exemplo é quase idêntica a MT, e pode ser aprendida de graça em muitos lugares. Essas duas meditações são meditações com mantra. Basta escolher (ou receber de um mestre) um mantra, sentar-se e repetir mentalmente o mantra, por 20 minutos, duas vezes ao dia…

.

E acho que foi a meditação que me salvou dos remédios anti depressivos, porque eu tenho uma predisposição, inclusive genética pra depressão e há muito tempo não tomo nada pra isso. E posso dizer que fora um pequeno grande assunto aí, eu estou satisfeita com praticamente todo o resto da minha vida, não tenho depressão nenhuma mais. E a meditação me salva da insônia, não há remedio melhor. E sei disso, porque eu tenho uma insônia crônica, já tentei muita coisa, mesmo. Mas só a meditação me ajudou efetivamente, inclusive a suportar muito bem séries de dias sem dormir.

.

E isso porque eu medito muito pouco, praticamente nada (com excessão dos periodos de gravidez, nas duas eu meditei bem mais). Essa irregularidade me privou de ter mais resultados, de melhorar outras coisas e de realmente acabar com outra sombra que me acompanha, a ansiedade. Agora acho que retomei a rotina da meditação e vou seguir fazendo mais regularmente mesmo. Ainda não consegui fazer duas vezes ao dia, (quem consegue parar duas vezes ao dia trabalhando, com um bebê e uma criança em casa?), mas chego lá. Agora não paro mais.

.

Estou lendo um livro muito legal sobre meditação, bem básico, mas bem didático, resume tudo e tem informações ótimas. Tem muita informação mesmo. Uma pena que a tradução é horrorosa, horrorosa mesmo, parece que o cara jogou em algum programa de tradução automática e só arrumou um pouco, tem cada erro que dá até gastura de ler. Por isso nem vou indicar aqui.

A Mente Alerta
jorge jorge

2 comments

  1. Verô disse:

    flor,
    indica sim. porque eu bem me interesso por esse assunto e vai me ajudar muito. ainda tenho muita dificuldade em começar a meditar, resistência mesmo.
    e o Tariq tá a coisa mais linda nessa pose. coisa fofa mess.
    beijão.

  2. Roberto disse:

    Oi Nalu
    Veja se você gosta do meu livro “Medicina e Meditação”, da MG Editores.
    Boa sorte e muita saúde.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *