Na Cova da Iria

“Para saber quem somos, basta que se observe o que fazemos da nossa vida. Os fatos revelam tudo, as atitudes confirmam. O que você diz, com todo respeito, é apenas o que você diz.”

Martha Medeiros

=====

Essa semana significou pra mim o fim de uma era. Dia 13, mais especificamente. Dia 13 de maio.

13 de maio é o 133º dia do ano no calendário gregoriano (134º em anos bissextos). Faltam 232 para acabar o ano.

O 13 de maio, por tratar-se do 133º dia do ano é considerado pelas ordens secretas, esotéricas, filosóficas e místicas como sendo uma proporção áurea do ano.

Da Wikipedia

=====

Acabou-se o pós parto. A amamentação chega nos finalmentes, bebezuco já come outros sabores. Foi a última semana de licença maternidade.

.
Dia da lei áurea, da aparição de Fátima que muitas vezes é associada à Oxum, de quem (acho que) sou filha. Dia da lunação de touro, que ajuda na colheita.
Nesse dia Baby pesou 8 quilos e mediu 69 cm… hohohohoho o/

.

A felicidade é porque tive muito, muito muito problema na amamentação, mais do que seria esperado, e mesmo assim cheguei até os seis meses amamentando, com uma super batalha. E felicidade porque ele demorou muito, muito a ganhar peso, chegou a perder peso e toda vez que voltávamos só ao leite materno ele emagrecia, e muito. Custou a entrar na curva, mas agora entrou e tá só subindo. Tá otimo, um lindo, um fofo hohoho.

.
É o fim de um ciclo pra mim… fim de jornada mesmo. Da gravidez que foi uma loucura. Do parto, outra loucura maravilhosa. Fim de 11 meses de licença, onze meses em casa, descansando a cabeça de um trabalho que pode ser tão cruel. Onze meses me dedicando à maternidade e à parte mulher mãe, desenvolvendo a parte mulher-Deméter.

.

Fim porque eu não vou mais ter filhos, não vou mais engravidar, não vou mais amamentar. Pelo menos não planejo mais isso. Até tenho sim o desejo, mas a vida pratica não comporta mais uma gravidez.

.

E também é uma época em que nunca pesei tanto. Nunca fui tão gorda. E nunca me desagradou tanto ser assim. Nunca achei trão fortemente que isso não combina mais comigo, com o que eu estou vivendo. Por isso também voltei ao Vigilantes do peso, espero emagrecer bem desta vez. Espero chegar num patamar saudável e que eu possa sustentar. Por isso não coloquei meta de voltar a ser peso normal, manquim 40.. eu acho que sempre vou ser mais cheia, pq gosto de comer, e pra comer mais, eu não posso ser magrinha. Mas poss ter um peso em melhor, posso baixar uns belos numeros aí o manequim.

.

Por isso estou de volta ao maravilhoso mundo das dietas, por isso escrevo outra vez, porque vou encarar mais uma vez esse desafio, já é hora. Não combino mais com isso, essa etapa ficou pra trás. Espero traduzir no corpo, o que na cabeça já está resolvido. E resolver na cabeça a parte de não maltratar o corpo.

.

Desejem-me sorte.

.

Esse post é do Leveza do Ser

Eu perdi o dó da minha viola
2010

3 comments

  1. Losille disse:

    Boa sorte! Arrasa, guria! 😉

  2. Vitoriosa você Nalu….!

  3. Alena disse:

    Oi, Nalu!

    Vitória! Amei o post, se soubesse como te entendo…
    Olha, para dar força: estou no V.P. também!!!!
    Vamos juntas nessa.
    Metas reais, planos reais e exequíveis.

    Muito boa sorte!
    Te adoro. Força!

    Alena

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *