Os livros não são sinceros

Pra ser feliz de verdade
É preciso encarar
A realidade.

Millôr Fernandes

=====


Eu voltei pra terapia. Não é exatamente uma terapia convencional, porque a pessoa que me escuta, embora seja psicóloga tem um trabalho diferente, meio alternativo, não muito ortodoxo. Mas é escuta e o que eu acho que é realmente válido é um espaço pra falar de mim, pra falar dos meus problemas e questões e picuinhas sem muita censura, sem muito pensar se estou falando demais em mim, sem muito pensar no que ela vai pensar de mim. Claro que tudo isso rola, é inevitável, mas me permito mais liberdade.

Bom, mas o fato é que na última sessão (as sessões tem sido quinzenais e acho que isso não tá tão legal) ela ficou instigando pra que eu falasse do meu peso. Aff, achei um saco, porque eu realmente não estava com vontade de falar nisso. Ela perguntou por que. Eu disse que já estou cansada de muito falar, de tanto escrever e de só engordar. Que eu não queria mais falar sobre isso, que não adiantava nesse momento. Aí ela disse que não, que pra trazer luz para isso eu tenho que falar e falar e pensar e pensar e escrever e escrever sobre o assunto. Que tudo bem se eu estou há 10 anos lutando com isso, pensando, tentando elaborar e não consigo e só pioro. Que para elaborar só mesmo jogando luz sobre a questão, que eu pensasse muito, que eu elaborasse muito e fosse vendo no que dava.

Daí pensando (não é a primeira vez q penso iso, devo ter escrito bastante até sobre, mas to com muita dor pra procurar isso agora) eu vi que me falta motivação. A motivação que me fez passar no vestibular no ano seguinte a duas reprovações. Que me fez passar na prova da OAB super, super bem. Que me fez passar num concurso federal muito bom. Que me fez passar num mestrado numa universidade federal. Que me fez ter dois filhos de parto normal. Que me fez ter um filho em casa, na raça. Que me fez parar de fumar e outras coisas que não cabem aqui, agora. Essa motivação que me fazia continuar dia após dia. Ela está me faltando.

Mas acontece que eu vou ter que inventar um jeito novo de fazer isso. Por que eu não posso ficar esperando a motivação chegar. Eu estou só engordando, a cada semana, a olhos vistos, e não para se eu não parar também. Aí vou ter que descobrir um jeito novo, pq não posso sentar e esperar a motivação chegar. Só que não faço a menor ideia de como começar. Não faço ideia do que seria esse jeito novo, quando tudo que eu queria era ou deitar e dormir até 2045, ou sair correndo sem olhar pra trás.

Ttenho escrito no blog privado, pra soltar os bichos mesmo. Mas aqui acho que elaboro mais.

Toda nudez será castigada
Ganesha Mudra

One comment

  1. Verô disse:

    eu falei justamente essa frase hj: “udo que eu queria era ou deitar e dormir até 2045, ou sair correndo sem olhar pra trás.” exatamente as mesmas palavras, o mesmo ano. eu tb não acho essa motivação, pra nada na vida, essa é que é a verdade. e eu sinto que fico me puxando pra baixo, minha pior inimiga, ever. eu queria ter uma fé ensandecida, qualquer tipo de fé, porque eu acho que dá alguma motivação. mas eu só fico vendo os dias passarem, como Carolina na janela. e tenho a consciência de como isso é tão triste, aí entro nesse círculo vicioso e ñ consigo vencer a tristeza.
    eu torço muito por vc, milhares de pensamentos positivos em sua direção. a sua vitória é também a minha.
    beijos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *