Sonho e escrevo em letras grandes de novo

Não poucas vezes esbarramos com o nosso destino pelos caminhos que escolhemos para fugir dele.
Jean de La Fontaine

=====

Ontem eu me dei um presente. Estou seguindo a dica do livro pense magro, que fala pra gente se presentear a cada 2,5 perdidos. No meu peso atual, achei q 2,5 era pouco, porque isso oscila na minha balança quase que semanalmente pra cima, pra baixo, pra cima…

Aí esperei chegar a 4 quilos perdidos pra me dar um presente, e vou fazer isso a cada pequena meta alcançada. O próximo presente vai ser daqui a 3,5 pq vai ser uma marca legal de se ver, um número que realmente vai começar a fazer alguma diferença na minha aparência.

Eu ainda estou pecando em algumas coisas, menos verde e frutas do que o necessário, mas eu chego lá, meu objetivo é fazer disso um modo de viver, não uma dieta, aí aos poucos eu vou ajustando.

E também eu vou fazer 40 anos, não sou uma garotinha, emagrecer devagar vai ser melhor pro meu corpo e vai ser bom para que eu consiga manter a dieta a longo prazo.

Eu tenho que aprender a me motivar, a pensar forte, a entender que isso é parte da minha Jornada. Uma pequena jornada dentro da Jornada. Mas é um caminho que eu preciso fazer, porque ficar parada aqui está me atrapalhando os outros passos da Jornada, está me impedindo de ir mais longe em mim. E tem sido assim por muito tempo, agora chega.

Terminei de ler. Ler não, devorar Mulheres, Comida e Deus. Gostei, mas não foi tanto quanto eu esperava. Vou voltar em algumas partes novamente, mas eu achava que fosse bem melhor. E estou consultando de novo tudo que tenho sobre programação mental para emagrecer. Isso é mais uma estratégia para me motivar.

quando eu chego em casa nada me consola
Enquanto todo mundo espera a cura do mal

One comment

  1. Assasin disse:

    LetsEssa senhora foi peeaonsgrm em furdune7o ocorrido em um grupo poledtico que integra o PT e que e9 chefiado por Pedro Pomar. O grupo rachou e ela ameae7ou demitir funcione1rios que eram do outro lado nessa briga interna deles. Renato Azevedo fez um post a respeito. Enfim, essa Secretaria e9 cabide estatal para um grupo do PT. Eles ne3o de3o a mednima para quem ne3o e9 da turma deles. Essa histf3ria do comercial eu acho que e9 sf3 para mostrar poder e certamente este1 ligada a alguma disputa no grupo. O caso Battisti tambe9m ne3o passou disso. A disputa interna ao PT pela indicae7e3o do sucessor de Lula, que se travava na e9poca em que Tarso Genro reverteu a decise3o do CONARE, e9 a chave para o entendimento claro do que efetivamente o ministro Tarso Genro promovia sob o pretexto de salvaguardar os direitos do condenado pela justie7a italiana Cesare Battisti. O italiano foi pee7a fatil para Tarso Genro, que ente3o pleiteava a vaga que foi dada a Dilma. Tarso precisava de apoio, de mostrar fore7a, para sua candidatura decolar no PT e usou Battisti para promoe7e3o pessoal e para adoe7ar o beie7o de parcela do petismo. Ele estava e este1 pouco se lixando para o Battisti. O negf3cio dele era mostrar servie7o para assim ganhar apoio dentro do partido e tambe9m assegurar uma outra alternativa: o governo do RS. O resto foi sf3 perfumaria, coisa para ingleas ver. E agora sobrou a encrenca para o Itamarty e talvez um caso contra o Brasil na corte de Haia. Quanto isso vai custar ao contribuinte? Nf3s pagamos o pato das briguinhas e mixf3rdias petistas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *